Milgamma: Bula, indicação, posologia

Descubra mais sobre o remédio Milgamma – Bula, indicação, posologia:

 O Milgamma é um medicamento utilizado para o tratamento de pacientes com carência de vitamina B1, o que geralmente acontece devido à ingestão excessiva de bebidas alcoólicas.

Ele também pode ser utilizado no tratamento de polineuropatia sintomática, resultado da manifestação de diabetes – expressa através de dores e sensações de formigamento nas pernas, principalmente em pacientes que se apresentam diabéticos e alcoólicos.

Saiba mais sobre a bula, indicação, contra-indicações e posologia do remédio Milgamma.

Milgamma – Bula, indicação, posologia

Milgamma é um medicamento indicado para uso oral. Ele se apresenta em embalagens com 10 0u 30 drágeas, de 150 mg.

Para que serve o remédio Milgamma
Foto: Drogaraia

Seus componentes inativos são: Componentes inativos: celulose microcristalina, talco, povidona, dióxido de silício coloidal, gordura hidrogenada, croscarmelose sódica, goma laca, sacarose, carbonato de cálcio, dióxido de titânio, goma arábica, amido de milho, glicerol, macrogol, polissorbato 80, cera montanglicol, água e álcool etílico.

Após o início da administração do medicamento, seus efeitos podem ser notados pelo paciente dentro de um período de aproximadamente três semanas. O efeito pode ser melhor observado após a sexta semana de tratamento.

Sobre a dosagem, é de extrema importância que as instruções da bula e do médico sejam rigorosamente seguidas. Caso não consiga compreender o que a bula indica, confirme com seu médico.

Caso essas instruções não sejam seguidas à risca, o remédio não será capaz de trazer os efeitos desejados ao paciente.

Leia mais: Varicell creme para diabéticos: funciona mesmo?

Para que serve o remédio Milgamma?

Milgamma - Bula
Foto: Healthtap

O principio ativo que compõe o Milgamma é a benfotiamina, derivado da vitamina B1. Através dela é possível suprir a falta da vitamina B1 no organismo, tratando os problemas derivados da ingestão excessiva de álcool e prevenindo consequências malignas advindas de altos níveis de glicose (principalmente em pacientes diabéticos).

Caso ocorram efeitos indesejados ou incômodos, esses devem ser relatados ao médico que está acompanhando o tratamento.

Contra-indicações do medicamento Milgamma

O Milgamma não deve ser utilizado caso o paciente possua algum tipo de alergia ou reação incomum à qualquer um dos seus componentes. O uso durante a gravidez e período de lactação não é recomendado. O uso durante esse período só é justificado caso exista deficiência de vitamina B1 no paciente. Ou seja, só com prescrição médica.

O uso em crianças não é comprovadamente seguro ou eficaz. O efeito é comprovado em pacientes acima dos dezoito anos. Para os idosos, todos os esquemas normais de dosagem são recomendados.

Bula

Bula Milgamma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.