Secnidazol – bula

Os problemas causados por parasitas são muitos e podem atingir o corpo humano em diversas localidades e com diversos efeitos

Escrito por -


Para quem já teve o desprazer de passar por uma situação envolvendo a infecção causada por esses agentes externos, o Secnidazol não deve ser um medicamento desconhecido, pois seu uso é indicado em situações dessa natureza, e seus efeitos comprovados por quem já fez o tratamento com o mesmo.

Secnidazol- candidíase

Essa é uma das DST’s mais comuns da atualidade. A candidíase é uma doença causada por um agente externo, mais especificamente por fungos que se alojam na região das genitais, tanto masculina como feminina, e que podem ser transmitidas para outras partes do corpo no momento da prática sexual.

secnidazol para que serve
O Secnidazol pode ser utilizado no tratamento da candidíase.

Secnidazol- preço

O preço do Secnidazol é bastante popular, de maneira geral, costuma variar entre R$13,00 e R$ 24,00, sendo que o primeiro valor se refere à forma de comprimidos e o segundo para a apresentação líquida.



Secnidazol- como tomar

A forma de ingestão de um medicamento é muito importante. A ingestão padrão é de pelo menos um comprimido ao dia. Contudo, essa quantidade pode variar de acordo com a doença sendo tratada. Frisamos a importância de recorrer a acompanhamento médico durante o tratamento, e que as informações a seguir estão baseadas na bula, cujo link está ao fim desse texto.

-Amebíase intestinal e giardíase – Para pacientes adultos2 comprimidos de 1000 mg (2000 mg), em dose única.
-Amebíase hepática – Para pacientes adultos1,5 g/dia a 2,0 g/dia durante 5 a 7 dias
-Tricomoníase – Para pacientes adultos, deve ser ingerida dose única de 2 comprimidos de 1000 mg (2000 mg); a mesma dose é recomendada para o parceiro sexual, por se tratar de uma doença transmissível.

secnidazol posologia
Foto: Sanotact GmbH

Leia mais:
Cetoconazol – para que serve, bula
Norfloxacino 400 mg – Para que serve, bula

Secnidazol- para que serve

Além dos casos de candidíase, o Secnidazol deve ser utilizado em tratamentos para vermes e outros parasitas que infeccionam o corpo humano e são vetores de doenças como:

Tricomoníase: DST (Doença sexualmente transmissível) decorrente da infecção pelo protozoário Trichomonas Vaginalis. Atinge a região pélvica e órgãos genitais.
Amebíase Hepática: Doença decorrente do alojamento de amebas no fígado
Amebíase Intestinal: Análoga à anterior, mas quando as amebas se alojam no intestino do paciente em questão.
Giardíase: Infecção também causada por um protozoário, o Giardia Lamblia.

Vale ressaltar que, como tais doenças são contagiosas, é importante evitar o contato, principalmente o contato sexual durante o período de tratamento.

Secnidazol- efeitos colaterais

Como qualquer medicamento, o tratamento com Secnidazol pode ocasionar o surgimento de alguns efeitos colaterais. Os mais comuns são: Enjoo, Inflamação na região da boca e língua, náuseas, dificuldade de coordenação, dores fortes no estômago, erupção cutânea (na pele), febre, diminuição das células brancas no organismo durante o período de tratamento.

É fortemente recomendado que se evite a ingestão do Secnidazol em conjunto com outros medicamentos, pois as reações podem chegar até a provocar delírios e confusão mental no paciente.

Link para a bula: Secnidazol




Secnidazol – bula
Avalie!